Ao meu Pai

Pai

Pelo teu dom ganhei a vida
Pela tua vontade me tornei filho
Pela tua força me tornei seguro
Pelo teu carinho me tornei alegre
Pela tua palavra conheci o caminho
Pelo teu trabalho ganhei sustento
Pelo teu coração ganhei amor
Pela tua oração conheci a Deus

Pai, não quero jamais te perder
Desejo sempre te-lo bem perto de mim
Neste dia quero ser um bom filho
Que te respeite e que te ame

Pai,
Obrigado pelo suor de cada dia
Obrigado pelas palavras mesmo quando foram “duras”
Obrigado por tantos “sins” e também pelos “nãos”
Obrigado por deixar e também por impedir
Obrigado pelas lágrimas e pelos sorrisos

Pai,
Sei que já te dei trabalho
Sei que já te fiz cansar
Sei que já te fiz perder noites de sono
Sei que farias tudo de novo por mim

Sinto orgulho em ser teu filho

Pai,
Te amo e
Que seu dia seja o mais lindo e o mais abençoado.
Feliz dia dos pais todo dia.

Vejo escritos

vejo palavras
ouço textos
leio letras
a escrita é consumida
o consumismo a banaliza
não escrevem bem quem o mal tem

vejo, ouço e leio
contemplo palavras nos jornais
em telas e voando
no chão e em quedas
em papeis e documentos

nos pronunciamentos parlam demais
nas proclamações sinto
verdade é uma, palavras é outra
cantam palavras
gritam letras
desenham textos

vejo tudo em inúmeros corpos
muitas escritas são indignas
as falas soam palavras
no meio das indignas
veem-se os tolos
a tolice possui muitas falas
palavras sem rumo

do coração saem as palavras
dele ainda os textos e as letras
as escritas andam imundas
as notícias não retratam
vejo palavras
o homem não sabe ordená-las

Vivo a solução

Aos problemas o solo e a sola
Às soluções minha face

A mim foi dado a Vida,
Aos problemas meu domínio

Posso designar, mover e crescer
Aos problemas resigno, estanque e fim

Ao Eterno tenho acesso
Na morte pairam os problemas

Sou herdeiro da felicidade
Os problemas a tristeza namora

Dou passos rumo ao novo
O velho reveste os problemas

Sonho, vôo e sou livre
Agarro-me as soluções

Criancice das crianças

A criancice das crianças surpreende
Entretém-se em infindáveis brincadeiras
alegram-se com cacos e descartáveis
com litros, garrafas e um pedaço de papel fazem futebol
folhas secas e um balde velho se tornam casas e castelos
frutas verdes pequenas viram animais
teclados velhos, arames e tampinhas pode ser uma rica fazenda
tudo é feliz, doce e maravilhoso

não existe horário a seguir
o critério mais rigoroso é brincar
brincar é algo sério
não pode mentir que está brincando
tem que imaginar e tornar tudo em verdade
por favor! não minta, tudo tem que ser real
uma real brincadeira sem fim
sem limites e sem interrupções adultas
nas imaginações, o mundo adulto fica alegre e sem Regimes
no real, o mundo criança fica sério e envolto de regra,
a regra do brincar

o eu criança brinca até o cansaço chegar
se não chegar, brinco até outra brincadeira brilhar
brinco mesmo estando sujo ou com fome
adio algumas coisas
adultos não me compreendem
as vezes eles me repreendem por tanto brincar

quando com meus amigos, chuto bola sem parar
embalo bonecas e fico com elas a falar
se tornam minhas filhas e tomo conta delas
banho e as alimento, as vezes chamo atenção
é muiiiiito legal!

minha cabeça não está atinada para mais nada
sento no chão, mecho com barro e com lama
junto pedaços disto com pedaços daquilo e formo algo
invento estórias, volto o mundo
sou diversos personagens e venço os oponentes maldosos
parece que falo sozinho, mas é o meu rico imaginário

brinco e brinco muito sem parar
imito meus pais
faço de conta que não sou eu
balanço e embalo
sinto seguro
no fundo tem alguém que me ampara
tem quem me protege
mais tarde alguém dará meu almoço
lavarão minhas roupinhas também
existe quem cuida da minha vida e do meu crescer
envolvido nas brincadeiras não vivo só
minha segurança são meus pais
que unidos fazem tudo por mim
disseram que querem o Céu
aprenderam que somente conseguirão
se tiverem um coração de criança

Ele e Ela, amor hetero

É verdade que o Homem é Homem e que não é Mulher
é igualmente verdade que a Mulher é Mulher e não é Homem
é verdade que o homem não precisa sexualmente de outro homem
tudo lhe foi dado como homem e nisto se basta
a Mulher não se torna mais mulher adentrando-se em outra
o Hetero é autônomo e não requer mais do mesmo

Ele torna-se mais Ele quando encontra Ela
Ela se encontra quando se abre a Ele
Da verdade surge o encontro
Do encontro na verdade surge o Amor
Na verdade do encontro surge Vida

A vida é verdade
Ele sem Ela não é vida
Ela sem Ele não vive
O Eros liga somente Ele a Ela
A delícia do amor foi dado ao Hetero

Na verdade do hetero tem-se aromas
há encontros
acalentos
suspiros únicos

No Amor
Ele e Ela se protegem
experimentam a unicidade
contemplam face a face
se tocam
e se tornam um tão grande Um