O Ladrão e O Bem

Querido
aproxime-se, venha cá
não olhes pra baixo
não te culpes
abra teus ombros
sua confissão inicia em teus olhos
em teus suspiros e em teu andar

vens aqui
perceba que há somente o amor e o amado
tu és o amado
machucado e sem posses
pobre
paupérrimo
és o mais miserável
não tens o que é teu

vejo que procuras infinitamente
estás andando desde de manhã
chega a noite e ainda não vislumbrou
teu dom é procurar o que tem infinito valor
não sabias disto né?!
a procura te dói e te algema
ninguém procuras como tu
arrisca tudo o mais
arrisca a própria vida e seguranças
investe seu tudo à procura do cimo
não sabes qual o valor
és ignorante ao nome do Bem
nada e nenhum ouro te convence

tuas asas, coragem e fulgor querem alcançar o majestoso
aquilo que jamais se encontra no tempo

agora descanse
tua procura se finda aqui
olhe
aproxime-se
pode pegar
é teu
tua procura acabou
e não vão te condenar

sei que não estás acreditando que te seja dado
pensavas que deveria ser por surrupio

Ainda hoje estarás comigo no paraíso

é teu o meu coração
recebe meu amor
ganhastes sem culpas
o acesso ao meu Reino

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s